2 de janeiro de 2017

Pedro Martins "Alguns jogadores poderão ser poupados"


"É um jogo da Taça da Liga em que já assumimos o que pretendemos. É necessário reajustar a calendarização. Há que dar oportunidades e os jogadores têm que aproveitar ao máximo. Temos sete jogos em duas semanas e até podem aumentar. Mas temos jogadores que nos dão totais garantias e contamos fazer um bom jogo"

"Alguns jogadores poderão ser poupados. Vamos proceder a algumas alterações. Será um misto de jogadores mais utilizados e de outros menos utilizados. Vamos fazer alguma gestão, mas com o objetivo de disputarmos a parte final da prova no Algarve. É uma competição muito curta, muito diminuta em termos de recuperação. Vimos de uma vitória e isso dá-nos alguma vantagem, tal como o facto de jogarmos em casa. Mas não vai ser fácil, embora estando com perspetivas elevadíssimas. A minha gestão tem a ver com aquilo que eu penso para o mês de janeiro. De resto, não sei o que o Vasco Seabra está a pensar em relação à equipa do Paços do Ferreira, que é sempre uma boa".

"Desejava continuar com este grupo, que trabalha bem e com alegria. Vai haver muita contra-informação nesta fase e eu estou muito satisfeito com o grupo que tenho à disposição. Não vão conseguir destabilizar a equipa".

"Conto com o Marega e vai jogar. Está disponível para o jogo com o Paços de Ferreira; depois, não sei. Nos próximos dias é que saberei se poderá ser utilizado contra o Benfica. Estamos a tentar que ele fique mais uns dias"

"Este grupo tem um projeto que se estende à equipa B. O Moreno, por exemplo, tem sido um elemento de extrema importância na nossa caminhada, mesmo não dando o seu contributo à equipa. Este tipo de jogadores são muito importantes, porque passam a mística do clube aos mais novos. É o capitão e tem sido um elemento preponderante. A forma como ajuda os companheiros tem sido muito importante"