23 de novembro de 2016

Dyego Sousa no radar

Foto: Joana Sousa
A indisponibilidade para prolongar o contrato com o Marítimo no fim da terceira época despertou o interesse do Vitória. Com 27 anos, Dyego Sousa pode mudar-se para o Minho dentro de sete meses.

É um namoro que pode vir a dar em casamento. O V. Guimarães está muito interessado em Dyego Sousa, ponta de lança do Marítimo, de 27 anos, cujo contrato termina no final desta temporada. Responsáveis de ambos os lados têm conversado e o futebolista vê com bons olhos uma transferência para o norte do país. Uma mudança que trará uma melhoria significativa do seu vencimento.

Após o Benfica-Marítimo do último sábado, o jogador brasileiro não regressou com a equipa para a Madeira e terá ficado mais um dia em Lisboa para tratar de pormenores relativos ao seu futuro. De acordo com a lei, o jogador terá de esperar por janeiro para assinar por outro clube, quando o contrato estiver a menos de seis meses do fim.

Recorde-se que Dyego Sousa tem uma cláusula de rescisão de quatro milhões de euros. O brasileiro terá tido clubes interessados durante o defeso, mas o presidente Carlos Pereira assumiu que a proposta só seria aceite se estivesse próxima do valor da cláusula rescisória. Depois disso, o Marítimo mostrou interesse em prolongar o contrato de trabalho do jogador, que recusou a proposta avançada, razão pela qual irá mesmo abandonar o clube no final desta época.

Com um ativo que foi suspenso por nove meses pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (por agressão a um árbitro assistente num jogo da pré-época com o Tondela) – suspensão, entretanto, levantada graças ao recurso para o Conselho de Justiça –, o Marítimo já tinha suspendido o atleta de toda a atividade, retirando-lhe, assim, o vencimento.

Esta situação terá apressado o interesse do Vitória, tentando convencer Dyego Sousa a decidir o seu futuro o mais rápido possível, ou seja, já em janeiro.

In O Jogo