22 de setembro de 2016

Hernâni deverá continuar no onze


Hernâni é o terceiro passageiro do corredor esquerdo, depois de Hurtado e Raphinha. Suplente utilizado no último jogo, depois de uma lesão, Raphinha deve continuar no banco.

A esquerda do ataque do Vitória tem sido palco de um admirável desfile de extremos, todos com grande qualidade. Hernâni foi a última cara nova a aparecer e, atendendo a que fez boa figura na estreia, frente ao Belenenses, voltará a alinhar de início na deslocação a Moreira de Cónegos. Com uma assistência para o golo de Marega e protagonista de várias situações de perigo, o extremo justificou a aposta de Pedro Mendes e o treinador deverá premiá-lo com mais um jogo como titular. Esse foi o procedimento que teve, aliás, com Raphinha.

O jovem brasileiro, oriundo da equipa B, agarrou o lugar durante três jornadas consecutivas, tornando-se mesmo num dos jogadores mais influentes do sector ofensivo (tem um golo e uma assistência), e só perdeu o lugar devido a um traumatismo no tornozelo direito. Afastado o cenário de lesão grave, Raphinha ainda recuperou a tempo de ser chamado para a receção aos azuis do Restelo, mas seria encaminhado para o banco de suplentes, pois a titularidade de Hernâni começou a ser projetada logo no começo da semana. Lançado no segundo tempo, substituindo, curiosamente, o atacante emprestado pelo FC Porto, Raphinha pouco acrescentaria à equipa e ficaria mesmo ligado ao pior período dos minhotos, que acabariam por ser penalizados com um golo de Palhinha, o que resultaria num inesperado empate.

A última imagem de Hernâni foi bem melhor e garante-lhe, à partida, a inclusão no onze inicial que enfrentará o Moreirense, mas a margem de erro é curta e Pedro Martins transmitiu precisamente essa ideia ao apostar em Raphinha como primeira opção de banco. Já o peruano Paolo Hurtado, o primeiro a dar gás ao corredor canhoto, não entrará tão cedo nesta equação. O desvio para o interior do meio campo foi bem sucedido e, nessa medida, a batalha pela titularidade envolve agora somente Raphinha e Hernâni, sabendo-se que o segundo explana melhor todo o seu potencial sobre a direita. Com Marega a marcar golos e pontos nessa posição, o extremo português já poderá dar-se por contente com um “encore” com o Moreirense.

Fonte: O Jogo