28 de agosto de 2016

Cinco jogadores para emprestar


Valente tem interessados em Espanha e Inglaterra, Alex e Tozé podem sair também para o estrangeiro, Afonso estuda propostas da I Liga e do AEK Atenas, e Francis vai rodar num clube da I ou da II Liga.

O Vitória já decidiu avançar para os empréstimos do central João Afonso, do médio Tozé e dos extremos Alex, Ricardo Valente e Francis. De acordo com indicações dadas por Pedro Martins, a Direção presidida por Júlio Mendes entendeu que, por terem mercado, a melhor solução será ceder os cinco jogadores, que não tinham espaço no plantel e corriam o risco de ser pouco utilizados. Apesar das tentativas de alguns dos clubes interessados de contratar em definitivo pelo menos dois destes cinco jogadores – João Afonso e Ricardo Valente –, ao que O JOGO apurou essa possibilidade foi posta de parte pelos dirigentes vitorianos, por considerarem que são jogadores que poderão ser valorizados, e assim aumentar o valor de uma eventual transferência, ou até regressar ao clube. Desde o princípio da pré-época que Ricardo Valente tinha manifestado o desejo de sair por saber que não seria opção para Pedro Martins. Com propostas de clubes da I liga de Espanha e da II liga de Inglaterra, o extremo de 25 anos, que em 2015 foi contratado ao Leixões (oito golos em 16 jogos da I Liga em 2014/15 e cinco em 31 na época passada), deverá ter o seu futuro resolvido entre amanhã e terça-feira.

O central João Afonso, que chegou a Guimarães no verão de 2014 proveniente do Benfica e Castelo Branco, poderá prosseguir a carreira num dos dois clubes da I Liga que mostraram interesse, mas há também a possibilidade de ir para o AEK de Atenas, da I liga grega, onde jogam o ponta de lança Hugo Almeida e o médio André Simões.

Se, no caso de Alex, extremo madeirense de 24 anos formado no FC Porto e que representa o Vitória desde 2013/14, é certo que vai ser cedido a um clube estrangeiro, Tozé, médio de 23 anos contratado há um ano ao Estoril, também estuda convites de clubes de fora, havendo ainda a possibilidade, contudo, de continuar no plantel de Pedro Martins. Francis, extremo brasileiro de 26 anos que na época passada fez sete jogos pela equipa principal e cinco pela B, vai rodar na I ou na II Liga.

In O Jogo