26 de julho de 2016

Empresário de Kléber confirma interesse e explica a intenção do Vitória


O Vitória quer dotar o plantel de mais um avançado de qualidade e está atento à situação do antigo ponta de lança do FC Porto, descontente na China e com vontade de voltar ao futebol europeu.

Kléber disse adeus definitivamente ao FC Porto há um ano e mudou-se para o Beijing Guoan, mas não conseguiu adaptar-se ao futebol chinês e pretende regressar à Europa. O Vitória está a par dessa situação e olha para o brasileiro como uma boa oportunidade para reforçar o centro do ataque. Trata-se, no entanto, de um alvo “difícil”, conforme explicou a O JOGO Carlos Neto, empresário do jogador. O agente confirmou o interesse dos minhotos, mas explicou que os clubes têm intenções diferentes, o que poderá comprometer a transferência. “O Vitória quer, mas o clube chinês pretende vendê-lo e o Vitória quer o empréstimo com o salário pago”, adiantou. Kléber tem mais um ano e meio de contrato com Beijing Guoan, que pagou por ele cerca de cinco milhões de euros no verão do ano passado e agora pretende salvaguardar esse elevado investimento no ponta de lança que pertencia ao FC Porto .“O problema é o salário”, acrescentou Carlos Neto.

O Vitória jogará com os argumentos possíveis e um dos principais que tem em mãos é a ligação entre Kléber e Pedro Martins. O ponta de lança, de 26 anos, trabalhou com o atual treinador do Vitória no Marítimo em 2010/11. Apontou oito golos em 20 jogos nessa temporada e acabou por dar o salto para o FC Porto. Ainda sem golos marcados no campeonato chinês, o ponta de lança pretende relançar novamente a carreira, pelo que reencontrar um treinador com o qual já teve sucesso poderá ser uma forte motivação para si próprio e, ao mesmo tempo, um fator muito favorável ao Vitória nas negociações.

Os minhotos estão apostados na contratação de mais um ponta de lança: as opções de raiz existentes nesta altura no plantel são Soares e o jovem Areias, que tenta ainda convencer Pedro Martins e afirmar-se na equipa principal. Há também vários extremos que podem ocupar esse espaço, como Ricardo Valente, Marega, Alexandre Silva ou Ricardo Gomes. Além disso, Pedro Martins também tem ensaiado o 4x4x2, sistema que requer várias soluções ofensivas. O regresso de Licá, recorde-se, é forte hipótese.

FONTE: O JOGO